Patrimônio para todos

“As visitas resultam registros e encontros com moradores sobre a importância do patrimônio cultural a partir da identificação, documentação, valorização e (re)significação de seus bens culturais locais.”

É possível conhecer uma cidade como um todo? Talvez não. Mas podemos tentar conhecer essa mesma cidade em suas especificidades: nas conversas nas calçadas, no trabalho dos ambulantes, na criatividade dos artistas de rua, na labuta do dia a dia, etc. Pensando nas formas de conhecer os lugares, a Escola realiza o Projeto Patrimônio para Todos: uma aventura através das memórias. O Projeto surgiu em 2009, com o objetivo de ampliar a missão de promover uma consciência cidadã sobre a preservação do patrimônio histórico cultural do nosso Estado. A iniciativa envolveu e sensibilizou, moradores de várias localidades do Estado, tendo a juventude como protagonista. É desenvolvido através de oficinas realizadas por jovens de 18 a 29 anos que são selecionados e capacitados sobre educação patrimonial, mídias móveis, antropologia visual, produção textual e em cada edição, um tema é definido para ser explorado dentro das ações do Projeto. Desta forma, adquirem um suporte mais consistente que se somando às suas experiências pessoais, possibilitam a educação patrimonial às diversas comunidades. As atividades acontecem em alguns bairros de Fortaleza e em algumas cidades no interior do Estado, valorizando o conhecimento popular e o seu patrimônio local, dando maior visibilidade às práticas sociais urbanas e interioranas, pensando ao mesmo tempo sobre a relação que os moradores possuem com suas memórias. Nesse sentido, a formação dos jovens moradores dos lugares visitados é de extrema importância para ajudar a construir uma nova visão sobre as relações afetivas com pessoas e locais. As entrevistas realizadas durante as oficinas são fatores preponderante para a inclusão desses jovens nas discussões sobre cada tema explorado, o direito à cidade e a participação mais efetiva nos movimentos culturais dos lugares que nasceram e/ou vivem, na sua formação cidadã. Nessas trocas de experiências, o presente assume uma reflexão sobre o que foi o passado. Assim, os tempos presente e passado se entrelaçam. São as memórias que guardam as tradições, e aproveitando o uso da tecnologia digital, descobrem novas formas de lidar com o patrimônio material e imaterial com as pessoas. Conhecimento é uma palavra chave para falar sobre o Projeto Patrimônio para Todos. Ou melhor, a troca de conhecimentos. Mais do que identificar e registrar os patrimônios dos lugares, é um convite para todos participarem, identificarem-se e compartilharem uma caixa inesgotável de memórias. O Projeto foi vencedor do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), considerado o mais importante reconhecimento a ações de proteção, preservação e divulgação do patrimônio cultural brasileiro.https://patrimonioparatodos.wordpress.com/

Circuito das Artes e Ofícios

“se propondo a desenvolver experiências artísticas em diversas técnicas e expressões, nas linguagens voltadas para as artes visuais e o artesanato”

Reforça o modelo de workshops gratuitos, se propondo a desenvolver experiências artísticas em diversas técnicas e expressões, nas linguagens voltadas para as artes visuais e o artesanato. O Circuito tem duração de um mês, com a realização de workshops semanais, proporcionando ao aluno aprendiz conhecimento inicial do domínio de uma técnica, aplicando conteúdos teóricos e práticos, com ênfase na criatividade e na expressão individual.

Ateliê Livre de Gravura

“A iniciativa permite que os alunos continuem produzindo até que possuam condições de ter uma infraestrutura própria adequada.”

Os alunos e artistas locais têm acesso livre, dentro da disponibilidade de horário, ao Ateliê de Gravuras da EAOTPS para produzir e desenvolver ainda mais suas habilidades. A iniciativa permite que os alunos continuem produzindo até que possuam condições de ter uma infraestrutura própria adequada.

Fuxico da Escola

“criação de espaços para divulgação e comercialização dos produtos artesanais e manualidades, confeccionados pelos alunos-artesãos, a partir dos cursos.”

Evento que oportuniza a criação de espaços para divulgação e comercialização dos produtos artesanais e manualidades, confeccionados pelos alunos-artesãos, a partir dos cursos, favorecendo a troca de informações e saberes, bem como, a relação direta com o público consumidor. Em cada edição (bimestral), é realizada uma agenda cultural com workshops, rodas de bordados, oficinas e performances de pintura e atrações musicais.

Seminário da Gravura

Momento que reúne técnicos, artistas e o público em geral, interessados para debater o panorama cultural da gravura no Ceará.

Salão da Gravura

Exposição e premiação criada com o intuito de valorizar a gravura, revelar e promover artistas.
O evento reúne trabalhos de vários jovens artistas selecionados por uma curadoria.

ONDE FICA A ESCOLA?

Skip to content