Quatorze alunos(as) da Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho (EAOTPS) foram homenageados, no dia 08/02, durante a solenidade de lançamento da exposição “Memorial Sinhá D’Amora”, no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim. Os alunos(as), que trabalharam no processo coletivo de restauração das pinturas da exposição, receberam diploma e certificado de conclusão do Curso de Conservação e Restauração de Bens Patrimoniais Móveis Integrados, realizado na EAOTPS em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura (Secultfor) e o Instituto Cultural Iracema (ICI). A cerimônia de abertura contou com a presença de autoridades e a apresentação artística de Anna Canário e Banda.
A mostra, uma iniciativa da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secultfor, reúne 13 telas, além diplomas, troféus e utensílios de uso pessoal da artista plástica cearense Fideralina Corrêa de Amora Maciel, mais conhecida como Sinhá D’Amora. A exposição faz um passeio sobre os trabalhos e a trajetória da artista nascida em Lavras da Mangabeira (CE) que se tornou uma das mulheres pioneiras da sociedade cearense do início do século XX ao romper com a estrutura patriarcal da época por meio das Artes Plásticas. Para Antônio Vieira, artista, professor e curador da Mostra (além de ex-aluno da EAOTPS), o diferencial da artista se constrói por sua visão única em cima dos trabalhos realizados, que quebram padrões estéticos e sociais do período. Ele destaca a temática das telas, que possuem referências à terra natal, ao retirante e aos flagelados da seca, e mesmo distante do interior onde nasceu, pintava suas memórias. Outro ponto forte é o desenvolvimento técnico de Sinhá, adquirido em estudos na cidade de Firenze, nos Estados Unidos.
Ingrid Ellen, estudante de Artes Visuais e aluna do Curso de Conservação e Restauração da EAOTPS, demonstrou sua satisfação em ter contribuído para recuperar o acervo da artista. ”Foi uma experiência ímpar, maravilhosa. Formamos uma família durante todo o período do curso e tivemos um contato forte com a arte e com o trabalho da Sinhá D´Amora. Saí apaixonada pelo trabalho dela. A Escola (EAOTPS) é maravilhosa porque não deixa os ofícios tradicionais morrerem”, ressaltou.
A exposição permanece aberta para visitação nos seguintes horários: de terça a sexta-feira, das 9h às 19h e sábado e domingo, das 10h às 17h. O Centro Cultural Casa do Barão de Camocim fica na rua General Sampaio, 1632, Centro de Fortaleza. A visitação é gratuita.

Assessoria da EAOTPS com informações da Secultfor

Skip to content